Botswana Diamonds descobre novo tubo de kimberlito no rio Thorny

A Botswana Diamonds descobriu um novo pequeno tubo de kimberlito em seu projeto Thorny River na África do Sul. O golpe (pequeno tubo) foi descoberto durante o recente programa de perfuração da empresa e cobre uma área-alvo de 0,4 hectares...

Ontem

A receita do Diamcor Q2 cai para $ 339k

A Diamcor Mining vendeu 2.426,63 quilates de diamantes em bruto de seu projeto Krone-Endora em Venetia, na África do Sul, gerando receita de $ 339.280 no segundo trimestre em comparação com $ 730.692 no ano anterior.

Ontem

Alfândega de Hong Kong apreende 160 diamantes contrabandeados na fronteira de Shenzhen

Mais de 160 diamantes no valor estimado de $ 840.000 foram apreendidos durante uma inspeção alfandegária de Hong Kong em um caminhão em um novo posto de controle de fronteira.

Ontem

Gem Diamonds recupera 179 ct na mina de Lesoto

A Gem Diamonds diz que recuperou um diamante branco Tipo I de 179 quilates de alta qualidade em sua mina Letšeng, em Lesoto, na semana passada.

03 de dezembro de 2020

Lulo de Lucapa arrecada $ 6.6 milhões com a venda de diamantes aluviais

Lucapa Diamond diz que sua mina de diamantes aluviais de 40%, Lulo, em Angola, a Sociedade Mineira Do Lulo (SML), ganhou $ 6,6 milhões com sua última venda de diamantes em bruto.

03 de dezembro de 2020

Projecto Lunhianga: “As previsões para este ano apontam para produção de cerca de 100 mil quilates de diamantes”

19 de outubro de 2020

aderito_gaspar_xx.pngInformação avançada, pelo coordenador da comissão de gestão do Projecto Lunhinga da Endiama, Adérito Gaspar, aponta para uma baixa de produção devido à pandemia, mas com boas perspectivas diante do potencial dos kimberlitos de Camatchia, em produção, e de Camagico, ambos localizados na província da Lunda-Norte, no Leste de Angola.

Como olha para o futuro da indústria diamantífera angolana diante da COVID-19?

A nossa produção está a ser estocada no seu ponto de destino, que é a SODIAM [Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola], no sentido de se identificarem clientes compradores destas produções e, então, desafogarem os projectos que continuam em produção.

E qual é o impacto da pandemia nas operações do projecto Lunhinga?

Em termos operacionais, mantivemos a operação principal, que é de exploração mineira, embora registamos algumas dificuldades do ponto de vista logístico e de mobilidade do pessoal devido às restrições impostas pela pandemia. O maior constrangimento do projecto é o financeiro: os mercados mundiais de diamantes foram gravemente afectados. Sem clientes para a compra da produção, o projecto vê-se com dificuldade de tesouraria. Mas acreditamos em melhores dias.

Quais as medidas adoptadas para a prevenção do novo coronavírus?

O projecto implementou medidas com antecedência. A primeira medida foi o confinamento do pessoal. Estamos a trabalhar num regime de rotação e contamos com um número de funcionários e colaboradores que mantêm os serviços essenciais.

E os postos de trabalho estão garantidos?

Não está na nossa agenda a redução do pessoal. Primamos muito pela protecção do emprego e da condição económica das famílias.

E a nível do capital humano?

O Projecto Lunhinga conta no seu efectivo com 358 trabalhadores, a maior parte proveniente do antigo Projecto Luô. Realizamos alguns recrutamentos para algumas áreas específicas.

Dias Francisco, correspondente da Rough&Polished em Angola